*Evento técnico, proibida a entrada de menores de 16 anos,
mesmo acompanhados de seus responsáveis.

Abusar da criatividade é a saída para impulsionar vendas, diz diretor da Rodag; Feira da Indústria de Autopeças e Reparação Automotiva será realizada de 19 a 22 deste mês, no Expominas, em BH


Banner do site da mineira Rodag, uma das empresas que estarão expondo na terceira edição da Minasparts, em Belo Horizonte: criatividade para alavancar negócios e vendas.

Distribuidora de peças para caminhões das linhas Scania, Volvo e Iveco, a empresa mineira Rodag parece ter encontrado uma maneira de contornar a crise econômica que afeta o mercado nacional. A regra número um, segundo Gustavo Pereira, diretor da Rodag, é nunca perder um negócio. “Estamos negociando com os nossos fornecedores para segurar os aumentos e estamos conseguindo até descontos”. Outra questão fundamental é a criatividade. Pereira diz ter recebido recentemente uma mensagem no correio eletrônico cujo conteúdo dizia o seguinte: “Em época de crise tire o ‘s’ e crie”. “Estamos aplicando justamente esse conceito. Momentos de dificuldade como esse exigem abuso da criatividade para impulsionar as vendas”, afirma.

Fundada em 1998, a Rodag vê nas feiras técnicas do setor uma excelente oportunidade para apresentar novidades e estreitar o relacionamento comercial com fornecedores. “Eventos como a Minasparts criam um ambiente descontraído que facilitam contatos e oportunidades de ampliar nossa carteira de clientes. Esperamos um grande número de visitantes e também de caravanas”, assinala Pereira.

Com forte atuação na Grande Belo Horizonte, a Rodag, que conta com uma filial na cidade de Congonhas, a 83 quilômetros da capital mineira, não teme a concorrência dos importados. “Acho que no nosso negócio, muitas vezes é necessário importar. O fator negativo é a oscilação da moeda estrangeira, tanto o dólar quanto o euro”.

Em 2014, a indústria de peças automotivas investiu US$ 1,38 bilhão frente a US$ 1,93 bilhão em 2013. A previsão do Sindipeças, o sindicato nacional que reúne as indústrias de componentes para veículos automotores, é que esse montante volte a oscilar positivamente a partir de meados de 2016.

O modelo da Minasparts é o mesmo da Autopar – evento de fornecedores da indústria automotiva, realizado no Paraná, que, no curto espaço de seis anos, tornou-se o segundo mais importante do país no setor – captando no mercado os destaques da indústria de pequeno, médio ou grande porte, e tornando-os âncoras e formadores de opinião do evento.

O cenário industrial de Minas Gerais também colabora com o otimismo dos organizadores e expositores da Minasparts. Terceiro maior parque fabril e segundo maior polo automotivo do país, o estado tornou-se, nas últimas décadas, o objeto de desejo de fabricantes de autopeças e acessórios, atraindo indústrias de ponta e fortalecendo o parque fabril mineiro. Minas tem acesso, ainda, a uma zona de consumo que corresponde a 78% do mercado nacional. Entre as montadoras instaladas no parque industrial do estado estão a italiana Fiat, responsável por sedimentar o setor de autopeças no estado e por constituir uma eficiente rede de lojas e distribuidoras.

A terceira edição da Minasparts será realizada de 19 a 22 de agosto (quarta a sábado), no Expominas, moderno e arrojado centro de convenções de Belo Horizonte. A expectativa dos organizadores é reunir mais de 150 marcas expositoras para um público qualificado de 15 mil visitantes. O evento é técnico e restrito a credenciados. Proibida a entrada de menores de 16 anos, mesmo acompanhados de seus responsáveis. Mais informações no site www.feiraminasparts.com.br.










 









 

















Quero Visitar

Newsletter






Publicidade



Promoção


(41) 3075-1100

Conheça a Diretriz